“Ocupação da Reitoria UNCISAL”


Um relato sobre o movimento contra a retirada dos Hospitais-Escola da UNCISAL
novembro 11, 2008, 2:02 am
Filed under: Uncategorized

A UNCISAL, com 9 cursos na área de saúde, administra alguns hospitais referência em serviço público e gratuito, oferecendo boa assistência à população alagoana.

No entanto, a realidade não foi sempre assim: antes, estes hospitais eram geridos pela SESAU – Secretaria de Saúde de Alagoas -, estando, por muitas vezes, prestes a fechar suas portas devido às péssimas gestões realizadas.

Ao ser empossado, uma das primeiras coisas que o nosso Governador Teotônio Vilela Filho veio a fazer foi anunciar uma possível tomada dos hospitais-escola da UNCISAL, algo que, diante do momento critico e político de discussões em que se encontrava a universidade, resultou em uma carta de demissão por parte do reitor, que foi negada pelo governador.

Sob a falsa justificativa de que a UNCISAL e seus hospitais prestam “atendimento ruim e que não estão interligados ‘à rede SUS'”, o Governo do Estado de Alagoas e a SESAU querem tomar os hospitais da UNCISAL, tentando manipular a opinião publica com inverdades.

Já correm, inclusive, processos sobre entrega dos Hospitais a Organizações privadas logo após a tomada dos mesmos. Algo que é sabido ser de interesse do próprio governador em exercício, Jose Wanderley Neto que, além de declaradamente não se importar com a saúde e a educação alagoana, quer ‘lotear’ as administrações dos hospitais-escola da UNCISAL – que gerenciam quase 30% do teto SUS -, sucatear a Universidade e abrir sua tão sonhada escola particular de medicina.

Vale lembrar que esse processo não começou hoje, nem ontem, mas vem sendo “empurrado goela-abaixo” desde a retirada de nosso (finado) Hospital-Escola Dr. José Carneiro que foi enterrado e em seu lugar surgiu a falsa esperança de dias melhores, o HGE – Hospital Geral do Estado – onde, segundo relatos de diversos médicos (e de qualquer um que tenha coragem de pisar lá dentro e enxergar a triste realidade), pacientes internados em corredores, enfermarias superlotadas, teto d centro cirúrgico que desmoronou. “O HGE teve morte prematura antes de completar um mês de vida. O ‘Mega-projeto’ da SESAU e do Governo não preenche os requisitos que deveriam ser exigidos e aprovados após criterioso estudo de suas verdadeiras dimensões.” Segundo as palavras de um médico do hospital.

Na segunda feira (03/11/2008) à tarde, tínhamos marcada uma reunião com o Gerente de Crises do Estado, que deveria tentar negociar e abrandar a situação. O interessante é que a reunião, marcada para as 15 horas, foi remarcada para as 17h15min na SESAU, Secretaria de Saúde do estado. Porem, esta reunião, de ultima hora acabou sendo remarcada para as 16h30min, em um local totalmente diferente, o Palácio do Governo. O resultado foi que a reunião foi remarcada para esse horário em cima da hora (16h00min) e, alem do Secretario de Saúde, o Governador em exercício, Jose Wanderley Neto, compôs a mesa.

Depois de várias indagações e de negações da parte dele sobre as colocações do mesmo nos grandes meios de comunicação, o que se percebeu foi uma intransigência quanto à tomada dos hospitais e uma declaração em alto e bom tom sobre sua vontade de entregar os hospitais a “organizações privadas, fundações, ou o que mais ele e sua equipe acharem se adequar melhor, algo que está certo mas que eles vão discutir sobre o melhor modelo de fundações em uma ou duas reuniões fechadas com sua equipe”.

No dia seguinte, entramos em Assembléia Geral dos Estudantes da UNCISAL para discutirmos nossas estratégias e darmos mais esclarecimentos sobre o processo e reuniões com diversos representantes, entidades e governo.

Na quinta feira, às 14h00min fizemos um ato publico, junto ao SINMED, Movimentos Sociais, Federação dos Moradores, Funcionários, Professores, e, o mais importante, usuários, em frente à Assembléia Legislativa. Diversos estudantes espalhavam-se pelas ruas do centro da cidade – onde se localiza a Assembléia – para esclarecer os fatos à população, panfletando, distribuindo ‘cartas-abertas’ e colhendo assinaturas para um abaixo-assinado contra a retirada dos hospitais-escola da administração da UNCISAL. Enquanto isso, representantes das diversas classes envolvidas no movimento reuniam-se com alguns deputados e explanavam-lhes a situação. Entre os deputados estavam o presidente da casa, Fernando Toledo (PSDB), Alberto Sextafeira (PSB) e Gilvan Barros (PMN). Além de deixar claro que a Lei Delegada – utilizada pelo Governador e seu Vice – não teria poder sobre uma decisão como esta de retirar os hospitais do controle universitario, que cabe à Assembléia votar e decidir, os mesmos requisitaram que, tornássemos a comparecer à assembléia para esclarecer a todos os outros deputados da casa sobre os prejuízos decorentes de uma ação como essa.

À tarde da sexta-feira, 7 de novembro de 2008, os estudantes, representados por Emerson (DATO – D. A. de Terapia Ocupacional da UNCISAL) e por mim, Filipe “Insulina” (D. A. “2 de Maio” de Medicina da UNCISAL) foram “não – intencionalmente” convidados para uma reunião com o Governador Teotônio Vilela Filho em pessoa, onde o mesmo receberia explicações e relatórios sobre os “altos gastos e o prejuízo” da UNCISAL para o Estado no presente ano de 2008 – que é o ‘grande’ argumento usado pelo governo para a retirada dos Hospitais-Escola. Depois de de muita conversa e discussão sobre o fato de que a UNCISAL deveria ter gasto até o máximo de R$ 400.000 para a manutenção de seu complexo hospitalar, e não os R$ 968.000 que foram gastos, atentaram para o fato de que “ocorreu um erro administrativo e que o valor correto não seria 400.000 e sim, 900.000” e que o excedente de R$ 68.000 pagos pela UNCISAL seriam devido à compra de itens emergências, dentre eles Surfactante, até fevereiro de 2009.

Bem, um erro meio confuso? O governo concordaria com isso. Irresponsável de se cometer e mais irresponsável ainda que os mesmo ainda façam juízo baseado no mesmo? Difícil não concordar.

Pela Saúde e Educação publica de qualidade!
Somos UNCISAL; Fazemos o SUS!
Não à privatização e ao sucateamento dos Hospitais-Escola!

Filipe “Insulina”
Diretório Acadêmico “2 de Maio”



PALESTRA PARA CRIAÇÃO DO FÓRUM CONTRA AS FUNDAÇÕES ESTATAIS DE DIREITO PRIV ADO
outubro 10, 2008, 6:20 pm
Filed under: Uncategorized

GRUPO DE PESQUISA E EXTENSÃO POLÍTICAS PÚBLICAS, CONTROLE SOCIAL E MOVIMENTOS SOCIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS/UFAL

FACULDADE DE SERVIÇO SOCIAL /FSSO

DIA: 24.10.2008

HORÁRIO: 8 às 12 horas

Mesa Redonda: A Relação Público e Privado no Estado Neoliberal e as Fundações Estatais de Direito Privado.

Expositora:

  • Sara Granmman – Profª. Drª. UFRJ

Debatedores:

  • André Valente – Secretário da Saúde;
  • Paulo Luis Teixeira – Diretor do HU;
  • Wellington Monteiro – Conselho Estadual de Saúde – CES/AL;
  • Micheline Tenório – Promotora Estadual de Justiça

Gustavo Siqueira

DCE – UNCISAL



Assembléia Geral – 14.Out.2008
outubro 10, 2008, 6:16 pm
Filed under: Uncategorized

O Movimento “OcupaUNCISAL” convoca uma nova assembléia geral para Terça-feira (14 de Outubro), às 17 horas, no auditório da biblioteca. Participem!!

Gustavo Siqueira / DCE – UNCISAL



REUNIÃO COM GABINETE CIVIL
outubro 3, 2008, 7:28 pm
Filed under: Uncategorized

O DCE-UNCISAL recebeu hoje a confirmação de que no dia 08 de Outubro, às 09h30, acontecerá a reunião com o Gabinite Civil onde colocaremos em pauta nossas principais reivindicações. A comissão que representará o “Movimento ocupaUNCISAL”, foi definida em nossa última assembléia geral e será composta por: Ana Carolina (Fonoaudiologia), Carlos Lira (Terapia Ocupacional), Carla Maciel (Medicina), Gustavo Siqueira (Fonoaudiologia) e João Eduardo (Medicina).

 

Gustavo Siqueira

DCE – UNCISAL



ASSEMBLÉIA GERAL
setembro 30, 2008, 4:01 pm
Filed under: Uncategorized

Informamos que o Movimento “OcupaUNCISAL” não está parado!!!! Quinta (02 de Outubro), às 17 horas, ocorrerá mais uma Assembléia Geral, no auditório da biblioteca. Participem!!! Apenas lembrando que a participação de todos é de extrema importância para construção de uma UNCISAL cada vez mais comprometida com a educação pública de qualidade! 

 Gustavo Siqueira / DCE – UNCISAL



CONVITE
setembro 27, 2008, 7:05 pm
Filed under: Uncategorized

Estudantes e Professores da Universidade Estadual de Alagoas (UNEAL) convida a todos para participarem de um ato público nessa próxima terça-feira, dia 30 de setembro. O ato tem como pauta principal a luta por melhorias na educação superior em nosso estado! Participe! Vamos construir um movimento unificado por uma educação pública, gratuita e de qualidade!

Local de concentração: Maceió – Pça. Dom Pedro II

Horário: 10:30hs

Gustavo Siqueira / DCE – UNCISAL



AS ATIVIDADES DO MOVIMENTO PÓS-OCUPAÇÃO NÃO PARAM
setembro 24, 2008, 1:02 am
Filed under: Uncategorized

Calendário de Lutas do Movimento OcupaUNCISAL

14/09/2008  – Entrevista com a  tv gazeta;

15/09/2008  – Paralisação das aulas;

                        – Participação na Assembléia Geral dos Docentes;

                        – Entrevista a imprensa;

                        – Debate sobre a importância do Hospital Escola;

                        – Reunião com o SINMED (Sindicato dos Médicos);

                        – Construção do Ato Público na Luta pelo Hospital Escola;

16/09/2008  – Realização do Ato público frente ao Hospital Geral;

                        – Avaliação do Ato Público;

18/09/2008  – Audiência no Ministério Público com todos os Setores do Estado;

                        – Assembléia Geral dos Estudantes;

22/09/2008  – Reunião com o Reitor, Vice-Governador e Secretário Estadual de Saúde;

24/09/2008  – Reunião com a SERVEAL (Serviços de Engenharia do Estado de Alagoas);

                        – Assembléia Geral dos Estudantes;

30/09/2008  – Reunião no Ministério Público sobre o Hospital Geral com o Secretário Estadual de Saúde;

08/10/2008  – Reunião no Gabinete Civil.

Na Luta por uma Universidade de Qualidade!!!

Essa causa também é sua!! Junte-se a nós!!!



INFORME: Participe da Assembléia Geral dos Estudantes
setembro 23, 2008, 3:01 am
Filed under: Uncategorized

IMPORTANTE

Dia 24 de setembro (quarta-feira), às 17h, no mini-auditório da uncisal, ocorrerá mais uma Assembléia Geral dos Estudantes. É de grande importância a participação de todos os estudantes, afinal precisamos continuar na luta por uma universidade de qualidade. As pautas serão: repasse da reunião com o reitor, vice-governador e secretário estadual de saúde; repasse da reunião com os representantes da SERVEAL e planejamento de estratégias para o Movimento OcupaUNCISAL.

Movimento OcupaUNCISAL



REPASSE DA AUDIÊNCIA NO MINISTÉRIO PÚBLICO
setembro 21, 2008, 9:50 pm
Filed under: Uncategorized

Na manhã do dia 18 de setembro (quinta-feira), estudantes representantes do Movimento”OcupaUNCISAL” , junto com representantes do Ministério Público, Secretaria da Fazenda, da Saúde, da Educação, Gabinete Civil, da AMGESP e Reitoria e Pró-Reitorias da UNCISAL reuniram-se com o propósito de realizar planos e métodos de ação para implementação das reivindicações apontadas pelo Movimento “OcupaUNCISAL” . A reunião se deu no Ministério Público e contou com a presença de diversos segmentos da imprensa alagoana.

Foram discutidos os principais pontos de reivindicação, um a um, relativos a esfera governamental, ou seja, financiamento e catalização dos processos em tramitação nas instâncias do poder público. De forma sistematizada discutimos a necessidade de realização de concurso público para docentes, a proposta de gestão compartilhada com o Hospital Geral, a criação do Centro Unificado Multiprofissional, a qualificação da infra-estrutura da universidade e a rubrica específica para assistência estudantil, além de outros aspectos internos inerentes a UNCISAL.

Quanto ao concurso público para docentes, o Secretário da Fazenda e o representante do Gabinete Civil afirmaram que a aprovação depende da lei de responsabilidade fiscal, ou seja, para liberação da verba o orçamento precisa estar enquadrado no limite prudencial do Estado ou responder ao aumento da arrecadação fiscal. Ainda afirmam que a conjuntura é favorável para este aumento, sendo também necessária uma maior agilidade frente aos processos do concurso, pois atualmente restam apenas 2 instâncias para que se chegue a mesa do governador. Nós estudantes, socilitamos um prazo total para que o mesmo tramite urgentemente nas instâncias restantes, sendo acordado o prazo de 01 mês para que o processo do concurso seja autorizado. Em paralelo, solicitamos a reitoria que desde já inicie a construção do edital do concurso, sendo este ponto também acordado.

Quanto à proposta de gestão compartilhada com o Hospital Geral (HG), expomos ao Secretário de Saúde a importância do HG se configurar um Hospital Escola, enfatizando a dívida que a SESAU possui com a UNCISAL, uma vez que nosso antigo Hospital Escola José Carneiro foi tomado para ampliação da UE. Reivindicamos uma vinculação permanente da UNCISAL com o HG para que a universidade não fique vulnerável as mudanças de governo. Portanto, propomos a gestão compartilhada, pois acreditamos que a presença apenas de um diretor acadêmico não garante a autonomia da universidade diante do ensino-serviço.

O Secretário afirmou que nossa proposta necessita de um estudo mais aprofundado, além de uma reunião específica para este tema. No entanto, não descartou a possibilidade, apenas argumentou que será preciso dialogar com os gestores de saúde dos diversos municípios de Alagoas, uma vez que o HG é do Estado e atende toda essa demanda. Marcamos reunião para o dia 30/09 para aprofundarmos este debate, até lá a SESAU fará um estudo para verificar a viabilidade de nossa proposta.

Quanto à criação do Centro Unificado Multiprofissional, o Reitor afirmou que já existe uma verba para viabilização da obra, no entanto, alega ser necessário desapropriar as casas que ficam ao lado do Hemoal. O processo de desapropriação já iniciou, porém tramita de forma lenta, pois cada casa a ser desapropriada responde a peculiaridades e necessidades de cada morador. O ministério público se comprometeu em acompanhar os processos, agilizando-os junto a UNCISAL. O Reitor nos apresentou um projeto superficial do complexo multiprofissional, no qual consta o prazo e o recursos estimados. O início da obra está previsto para 2011, o perído de construção é de 06 meses e os recursos giram em torno de 1, 2 milhões de reais.

Quanto à qualificação da infra-estrutura da universidade, como ampliação de salas de aula, construção de laboratórios, banheiros adequados (com chuveiros e vestiários), manutenção da rede elétrica, reservatório de água, espaço para a prática esportiva e ampliação do acervo da biblioteca, foi acordado que a SERVEAL fará uma visita a UNCISAL para verificação da infra-estrutura, apontando um estudo de reestruturação física. No dia 24/09 nos reuniremos com os representantes da SERVEAL para que os mesmos apresentem esta análise e possamos problematizar vias de solução. Mais uma vez a Reitoria alega possuir recursos para concretização dos pontos citados. Portanto, dia 22/09 nos reuniremos com o Reitor para que o mesmo apresente documentação comprobatória da existência desses recursos.

Com relação a adequação dos banheiros, o Professor Pedro (PRODEHU) afirmou que a atual reforma dos banheiros do 1º e 2º andar contará com chuveiros e vestiários, uma vez que reivindicamos. No que se refere a rede elétrica, a Reitoria afirmou que um estudo já está sendo elaborado para substituição da existente, pois não é possível o reaproveitamento já que a afiação está apodrecendo. A representante da AMGESP (Agência de Mordenização da Gestão de Processos) dirigiu-se ao Reitor, solicitanto que isto seja resolvido de forma urgente, já que o atual estado da rede elétrica oferece risco de incêndio. Quanto ao problema de falta de água, será construído um reservatório no andar superior do prédio sede.

Com relação a prática esportiva, a Reitoria havia afirmado semana passada a existência de um convênio com o SESI Cambona, restando apenas a convocação de uma reunião da Atlética com os representantes do SESI Cambona para regulamentação das práticas esportivas. Porém, esta semana, o presidente da Atlética Túlio Brasileiro nos informou que entrou em contato com o SESI Cambona e os mesmos desconheciam tal convênio. Portanto, nesta reunião exigimos da reitoria uma explicação, sendo que a mesma nos informou que o convênio existe de fato, no entanto, o acordo foi assinado entre a UNCISAL e a Casa da Indústria. No caso, resta apenas que a Casa da Indústria informe ao SESI Cambona a existência do convênio para que as práticas esportivas se iniciem, ou seja, a reitoria alega um erro de comunicação entre os setores.

Quanto a ampliação do acervo da biblioteca, a representante da AMGESP afirmou que o processo para aquisição de novos livros ainda não chegou na AMGESP, sendo necessário que a Reitoria encaminhe o pedido para este setor. A AMGESP ainda se mostrou disposta a agilizar todo o processo.

No que se refere a rubrica específica para Assistência Estudantil, discutimos primeiramente a importância da criação de uma Pró-Reitoria Estudantil, já que a contra-proposta da Reitoria é apenas a criação de uma Coordenação Estudantil dentro da Pró-Reitoria de Desenvolvimento Humano (PRODEHU). Afirmamos que não nos sentimos contemplados, pois sabemos que os perfis de cada pró-reitoria são absolutamente distintos e que a enorme demanda para capacitação e qualificação de recursos humanos que a PRODEHU assume pode interferir na atenção voltada ás necessidades estudantis.

O Ministério Público afirmou que o projeto precisa passar pela Assembléia Legislativa, pois a Lei Delegada impede que a UNCISAL possua total autonomia para esta decisão, afinal implica em locação de recursos. O Professor Pedro (PRODEHU) afirmou que o projeto de uma coordenação estudantil já está tramitando em direção a Assembléia Legislativa, no entanto, solicitamos supressão dessa tramitação e introdução de um novo processo via Assembléia relativo a criação da Pró-Reitoria Estudantil. Quanto aos processos internos, necessitamos aprovar no CONSU (Conselho Universitário) a criação da Pró-Reitoria Estudantil, inserindo-a no Estatuto da universidade.

Para implantação do Restaurante Universitário se faz necessária a retirada do restaurante Salude, já que a UNCISAL não renovou contrato com o mesmo. No entanto, o processo para retirada do Salude está engavetado no Fórum da Serraria que atualmente se encontra fechado devido ao episódio dos tremores de terra que implicaram em sua estrutura. O  ministério público ficou encarregado de agilizar o processo. Como solução imediata e provisória, após a saída do salude, acordamos a oferta de refeições com preço acessível via SENAC que funcionaria nas dependências do “antigo” salude.

Em paralelo, a reitoria afirmou que já está sendo construído o Projeto do Restaurante Universitário por uma nutricionista da UFAL, devido a nossa reivindicação. E ainda que existe a possibilidade de captação de 400 mil reais para viabilização da obra por vias parlamentares. Quanto a residência universitária, a única solução apontada foi a proposta de auxílio-moradia para os estudantes comprovadamente carentes, no entanto, os recursos ainda são insuficientes.

Para viabilização de bolsas de monitoria e extensão, a reitoria afirmou a existência de 09 bolsas para um determinado projeto de extensão via FINEP, porém a universidade conta com 34 projetos de extensão, fora as monitorias de disciplinas que neste caso não seriam contempladas. A universidade ficou encarregada de buscar novos fundos para proporcionar as bolsas. Negociaremos o prazo para aquisição de recursos no dia 22/09 com o Reitor. Com relação ao ambulatório para atendimento de estudantes e funcionários, ficou acordado que funcionará no 1º Centro em breve.

Por fim, discutimos os espaços de avaliação institucional. Propomos a criação de fórum ampliados para o debate da avaliação institucional organizados pelas Pró-Reitorias, pois acreditamos que restringir o debate a meia dúzia de pessoas dentro de uma comissão (CPA – Comissão Própria de Avaliação) não reflete a percepção da comunidade acadêmica, além de permitir que ocorram posturam tendenciosas. Como proposta final, enfatizamos a necessidade de uma comissão de auto-avaliação institucional que não siga os moldes do MEC e sim que se construam moldes respeitando o contexto, necessidades e peculiaridades da UNCISAL.

Nós estudantes, avaliamos a audiência como positiva, tendo em vista a apresentação de prazos, projetos e processos, além do diálogo com os diversos setores do Estado para viabilização dos recursos e catalização dos processos. Em algumas falas percebemos que a UNCISAL não possui autonomia e força política suficiente para que o Estado a perceba como importante. E que esta reunião com os diversos secretários do Estado só ocorreu devido ao Movimento de Ocupação, demonstrando que a força política da UNCISAL depende da luta dos estudantes.

Ao problematizarmos minuciosamente as diversas reivindicações que apontamos, percebemos que algumas são mais complexas do que aparentemente imaginávamos, sendo assim entendemos que está audiência teve caráter resolutivo apenas de forma parcial, pois alguns pontos merecem ser aprofundados e melhor analisados, ou seja, obviamente algumas questões ficaram inacabadas, não nos respaldando para a assinatura do Termo de Ajuste de Conduta.

O Movimento Estudantil têm maturidade suficiente para entender que todos os pontos não seriam resolvidos em uma única reunião, sendo necessárias reuniões subsequentes para que amarremos todas as questões e assim possamos assinar o termo quando as vias de solução forem definidas. Dia 30/09 ocorrerá uma nova audiência no ministério público para que possamos discutir os outros pontos restantes, exigindo novas soluções e o cumprimento das mesmas, o que traduz avanço ainda mais em nossa luta.

Por Carlos Lira

Estudante do 5º ano de Terapia Ocupacional

Coord. de Comunicação do Diretório Central dos Estudantes

Representante do Movimento de Ocupação da Reitoria da UNCISAL



VÍDEOS DO ATO PÚBLICO – NA LUTA PELO HOSPITAL ESCOLA
setembro 17, 2008, 9:14 pm
Filed under: Uncategorized

O Movimento Pós-Ocupação realizou na manhã do dia 16/09 um Ato Público, durante a inauguração do Hospital Geral, reivindicando a Gestão Compartilhada do mesmo para que se torne o Hospital Escola da UNCISAL. Há 02 anos perdemos nosso Hospital Escola José Carneiro para a Secretaria Estadual de Saúde, devido ao projeto de ampliação da Unidade de Emergência e consequente extinção do Zé Carneiro.

Agora, o Movimento Pós-Ocupação resgata esse debate e exige: “Devolvam nosso Hospital Escola”. É de vital importância que lutemos pela Gestão Compartilhada e maior participação nos Conselhos Gestores do Hospital. Precisamos garantir nosso Hospital Escola. Não podemos ficar sujeitos às concessões temporárias e instáveis para a prática ensino-serviço, que se alteram de acordo com as mudanças do Governo do Estado.

Importante destacar que nosso Ato ocorreu de forma pacífica e organizada, demonstrando total maturidade política do Movimento Estudantil. Curioso pensar que na inauguração de um Hospital PÚBLICO, a repressão do BOPE se fez presente a todo momento para impedir que a POPULAÇÃO se aproximasse. A partir disto percebemos as contradições do Estado. Como um hospital do povo não é aberto ao próprio povo?! No mínimo, isto feri um dos princípios básicos do SUS: a universalidade do acesso.

Por Carlos Lira

Estudante do 5º ano de Terapia Ocupacional

Coord. de Comunicação do Diretório Central dos Estudantes

Representante do Movimento de Ocupação da Reitoria da UNCISAL

 

"Movimento Pós-Ocupação: Estudantes nas ruas na luta pelo Hospital Escola"

jornal mostrando o ato público

jornal mostrando o ato público

 

———————-

ABAIXO NOVOS VÍDEOS DO ATO PÚBLICO (EM 04 PARTES):

Parte 01

Parte 02

Parte 03

Parte 04



COMO SE DEU O PROCESSO DE NEGOCIAÇÃO:
setembro 16, 2008, 11:26 pm
Filed under: Uncategorized

Às 18h do dia 11 de setembro do corrente ano, ocorreu uma reunião na Secretaria Estadual de Educação, onde estiveram presentes os estudantes representantes do Movimento de Ocupação da Reitoria da UNCISAL, o Reitor e Pró-Reitores da UNCISAL, a Secretária Estadual de Educação, a Diretora da Educação Superior e os representantes do Ministério Público. Nesta reunião foi acordado apenas verbalmente o cumprimento das reivindicações que competem a UNCISAL. No entanto, não obtivemos avanço no que compete ao governo do Estado, que na figura da Secretária Estadual de Educação apresentou poucas respostas.

Ficou acordado que no dia 18/09 (quinta-feira) seria assinado por todos os responsáveis um TERMO DE AJUSTE DE CONDUTA que possui peso legal suficiente para garantir o cumprimento das reivindicações por nós apontadas. Ainda na noite do dia 11/09 nós estudantes nos reunimos na reitoria para avaliarmos o espaço de negociação, e como resultado deliberamos contactar o ministério público afim de exigirmos a antecipação da assinatura do termo de ajuste de conduta para o dia seguinte, sexta-feira dia 12/09, afinal a conjuntura se mostrava a nosso favor.

Na tarde do dia 12/09 nos reunimos no Ministério Público do Estado de Alagoas, onde estiveram presentes os estudantes representantes do Movimento de Ocupação da Reitoria da UNCISAL, o Reitor e Pró-Reitores da UNCISAL, a Diretora da Educação Superior da Secretaria Estadual de Educação, o Secretário Municipal de Educação e os representantes do Ministério Público. Nesta reunião todos assinaram o TERMO DE AUDIÊNCIA que possui o mesmo peso legal que o TERMO DE AJUSTE DE CONDUTA , o que nos garantiu legalmente o cumprimento das reivindicações, assessorados pelos promotores do Ministério Público.

Aos olhos do Movimento de Ocupação da Reitoria este acordo representa um avanço significativo e configura-se uma vitória estratégica do Movimento Estudantil da UNCISAL, afinal temos um documento assinado que obriga a reitoria e os demais setores públicos envolvidos a cumprirem de fato nossas reivindicações, por estarmos respaldados pela lei, e ainda possuímos a aliança tática com o ministério público que só vêm a reforçar o cumprimento dos nossos direitos. A partir deste documento deliberamos em Assembléia Geral dos Estudantes pelo fim da Ocupação da Reitoria da UNCISAL. No entanto, iniciamos o Movimento Pós-Ocupação afim de acompanharmos o cumprimento das exigências e fazermos um enfrentamento maior ao governo do Estado, já que este se mostrou negligente durante todo o processo.

Na quinta-feira, dia 18/09, ocorrerá uma audiência para assinatura do TERMO DE AJUSTE DE CONDUTA pelas partes envolvidas. Este termo apenas revalidará o termo de audiência assinado em 12/09. Segundo o Reitor, parte de nossas reivindicações já estão em andamento. Porém o mesmo terá que nesta reunião do dia 18/09 comprovar que já existem projetos, prazos e verba como o mesmo alega.

Nesta reunião estarão presentes os estudantes representantes do Movimento Pós-Ocupação UNCISAL, os Secretários de Fazenda, do Gabinete Civil, da Saúde, da Educação, da Gestão Pública, o Procurador Geral do Estado, o Presidente da ANGESP, o Reitor e Pró-Reitores da UNCISAL e os representantes do Ministério Público, com o intuito  de realizar planejamento de métodos de atuação para a adoção de ações efetivas para a resolução dos problemas enfrentados pela UNCISAL, principalmente das questões apontadas por nós estudantes.

Por Carlos Lira

Estudante do 5º ano de Terapia Ocupacional

Coord. de Comunicação do Diretório Central dos Estudantes

Representante do Movimento de Ocupação da Reitoria da UNCISAL



TODAS AS REIVINDICAÇÕES CONSTRUÍDAS NA ASSEMBLÉIA GERAL DOS ESTUDANTES
setembro 16, 2008, 8:46 pm
Filed under: Uncategorized

PEDAGÓGICO/EDUCACIONAL

Capacitação pedagógica e titulação do corpo docente

Ter Conselhos paritários na reformulação da grade curricular.

Avaliação e fiscalização da atuação dos professores neste processo pelos discentes e pelas instancias competentes da instituição

Programas de Pós-graduação próprios e gratuitos

Realização de concurso público para novos professores

Exigir que os professores atendam as necessidades de horário da instituição e não os alunos se adaptarem ao horário que convém ao professor

ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL

Implantação de Restaurante universitário

Implantação de Residência universitária

Criação da Pró-reitoria Estudantil

Criação da creche para filhos de funcionários e estudantes

Financiamento para monitorias e extensão

Ambulatório para atendimento de estudantes e funcionários

Rubrica específica direcionada à assistência estudantil e políticas afirmativas

INFRA-ESTRUTURA

Melhoria das salas de aula e aumento do número destas

Reforma, ampliação e construção de novos laboratórios com aquisição de equipamentos

Disponibilidade de banheiros estruturados com chuveiros e vestiários para estudantes

Manutenção da rede elétrica

Funcionamento dos órgãos administrativos durantes os 3 turnos de aulas

Atualização e ampliação do acervo da biblioteca

Criação de infra-estrutura para prática esportiva

Aquisição de armários universitários

Ampliação do quadro de seguranças da Uncisal

Ampliação do estacionamento para toda a comunidade acadêmica

Manutenção dos serviços básicos como energia e água para utilização de limpeza e consumo

UNIDADES COMPLEMENTARES

Ampliação dos campos de prática com estrutura de preceptoria e espaço físico (UTFONO, Ambulatório de Fisioterapia e Terapia Ocupacional, 1º Centro)

Estruturação do Hospital Escola Geral com gerência da UNCISAL, atendendo às necessidades acadêmicas da UNCISAL e as demandas sociais.

Criação do centro de saúde unificado multiprofissional

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

Acesso e participação dos discentes na prestação de contas.

Maior transparência quanto ao quadro de funcionários.

Criação de uma avaliação institucional da universidade com participação efetiva discente, docente e técnico administrativo.


Movimento de Ocupação da Reitoria – UNCISAL



ATO EM DEFESA DA SAÚDE PÚBLICA
setembro 15, 2008, 4:01 pm
Filed under: Uncategorized

Depois do processo verticalizado da fusão da Unidade de Emergência (UE) com o Hospital Escola José Carneiro (HEJC) que afetou a qualidade do atendimento à população que usufruia do único hospital 100% SUS do Estado e trouxe prejuízo enorme para o Ensino e para a qualidade das prestações dos serviços de saúde para a comunidade, pela diminuição dos leitos destinados a estágios curriculares imprescindíveis para a formação, os estudantes da UNCISAL vem protestar em favor da Educação e da Saúde, os quais são direitos de todos e DEVER do Estado.

O ato público acontecerá amanhã, com concentração às 7:00h da manhã (local ainda será definido). Todos de branco e jaleco. 

Essa luta é sua!!!!



“Em Alagoas, honestamente, nunca se perdeu tanto!”
setembro 15, 2008, 3:14 pm
Filed under: Uncategorized

Alagoas comemora neste dia 16 de setembro 191 anos de emancipação. Mas o que a população tem a comemorar? Enquanto acontece um desfile à beira-mar, a saúde entra em crise no Estado. No mesmo dia inaugura-se, sem a presença da população, um Hospital Geral do Estado usado para emergência. Parece um ganho, não é?  Não, não é! Nós, estudantes da UNCISAL reivindicamos a necessidade de um Hospital-Escola que à atenda à população nos três níveis de atenção à saúde (primário, secundário e terciário) e, dessa forma, atendendo a real demanda da nossa população. 

Convidamos todos os estudantes para participar da programação preparada pelo Movimento “OcupaUNCISAL” para esta tarde de seguda-feira, 15 de setembro. Segue a Programação:

14:00 – Debate: Formação sem Prática: A importância da vinculação do Hospital Escola

16:30 – Oficina: Construção do Ato

19:00 – Cine Ocupação: Batismo de Sangue

Ressaltamos que a participação de TODOS é de vital importância para continuidade dessa luta!

Movimento “OcupaUNCISAL”



Carta de Pós-Ocupação
setembro 14, 2008, 3:23 am
Filed under: Uncategorized

Carta de Pós-Ocupação do Movimento de Ocupação da Reitoria da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas – UNCISAL

Em Assembléia Geral, ás 20h do dia treze de setembro de 2008, foi deliberada a saída dos estudantes que ocupava a reitoria no prédio sede da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas desde o dia 10 do mesmo mês.

Essa decisão foi tomada tendo em vista as vitórias alcançadas pelo movimento em reunião com os representantes da Reitoria e Pró-Reitorias, Ministério Público do Estado de Alagoas e Governo do Estado. Firmou-se o compromisso de viabilização do cumprimento, pelas partes envolvidas, mediante Termo de Audiência, da pauta apresentada pelo movimento na sua quase totalidade.

Em ação inédita na nossa instituição, o movimento estudantil de Alagoas demonstrou força política e organização ao trazer o debate da educação pública, gratuita e de qualidade para os âmbitos local e nacionalmente.

A luta continua. Os êxitos obtidos representam o início de um processo de elevação de consciência no sentido de consquistar vitórias estruturais para as bandeiras históricas do movimento estudantil. A partir de agora outras estratégias serão implementadas. Demos início ao movimento “OcupaUNCISAL”, que agirá politizando os espaços de controle social da universidade e agindo de forma incisiva em busca de uma universidade socialmente referenciada.

Agradecemos a todas as entidades que apoiaram o movimento através de moções e presencialmente, nos respaldando e ajudando a construir essa ação legítima e de extrema importância para o protagonismo estudantil.

Movimento “OcupaUNCISAL”

Maceió, 13 de setembro de 2008



FERIADÃO DA OCUPAÇÃO
setembro 13, 2008, 3:55 pm
Filed under: Uncategorized

Sexta

19h: Momento cultural de Abertura

 

Sábado

09:00: Mística de Integração

10:00: Oficina de Teatro

12:00: Intervalo

14:00: Assembléia Geral dos Estudantes

19:00: Cine Ocupação com os curtas “Dias de Ocupação”

 

Domingo

10:00: Cine Ocupação – “Quanto vale ou é por quilo?” seguido de debate.

12:00: Intervalo

14:00: Mística de Integração “A máquina”

15:00: Debate “A Universidade e SEU futuro”

19:00: Performances e peças teatrais

 

Segunda

08:00:  Assembléia Geral

12:00: Intervalo

14:00: Debate “Formação SEM PRÁTICA: A importância da vinculação do Hospital Escola”

16:30: Tarde Interativa

19:00: Cine Ocupação – “Batismo de Sangue” com Caio Blat e Daniel Oliveira

 

Terça

ATO DA INAUGURAÇÃO DO COMPLEXO HOSPITALAR

 

Logo após,  Assembléia Geral de Avaliação.

 

 

Participe da Programação,

Ocupe!

 

 

 



OCUPAÇÃO CONTINUA POR TEMPO INDETERMINADO
setembro 13, 2008, 3:34 pm
Filed under: Uncategorized
Estudantes votam pela manutenção da ocupação

Estudantes votam pela manutenção da ocupação

Após grande assembléia, os estudanes que ocupam todo o setor administrativo da Uncisal (não apenas a Reitoria) decidiram pela manutenção da ocupação. Essa decisão foi tomada por volta das 19 horas após debate sobre o pré-acordo firmado com a Reitoria e representantes do Governo perante o Ministério Público. Acreditamos que esse pré-acordo ainda não garante as pautas da ocupação, principalmente por não esclarecer com quais recursos serão viabilizadas as reivinicações estudantis.



FIQUE POR DENTRO DA PAUTA DE REIVINDICAÇÕES
setembro 12, 2008, 2:49 pm
Filed under: Uncategorized

     Na primeira manhã da ocupação o clima era de muita animação e combatividade. Todos dispostos a iniciar mais um dia com a certeza de que só a luta pode melhorar a situação da UNCISAL. A presença das equipes de reportagem e os e-mails de todos os cantos do país reforçam os ânimos de todos com a boa repercussão que a luta tem atingido.

 

Primeira Manhã de Ocupação! Segundo dia de atividades - 11/9/2008

Primeira Manhã de Ocupação - Segundo dia de Atividades - 11/09/2008

 

    Animados, os estudantes realizaram a Assembléia Geral que debateu as propostas inicialmente levantadas pelos grupos de discussão e que foram aprovadas democraticamente com a participação de todos. Abaixo, as principais reivindicações do movimento aprovadas:

 

1.      Ampliação da assistência estudantil (criação Restaurante e Residência universitários) e criação da Pró-Reitoria Estudantil (Rubrica específica direcionada à assistência estudantil e políticas afirmativas);

2.      Melhoria da infra-estrutura da UNCISAL;

3.      Estruturação do Hospital-Escola Geral atendendo às necessidades acadêmicas da UNCISAL e as demandas sociais;

4.      Capacitação pedagógica e titulação do corpo docente e realização de concurso público para novos professores e doutores;

5.      Programas de Pós-Graduação próprios e gratuitos;

6.      Funcionamento dos órgãos administrativos durante os 3 turnos de aulas;

7.      Criação de uma avaliação institucional da Universidade com a participação efetiva discente, docente e técnico-administrativo;

 

Foto da Assembléia Geral de 11/09/2008

Assembléia Geral dos Estudantes - 11/09/2008



Os primeiros retratos de uma Ocupação em ebulição
setembro 11, 2008, 9:58 pm
Filed under: Uncategorized | Tags: , ,

  Inflamados após a notícia sobre o baixo desempenho noticiado nos grandes meios de comunicação nacionais, estudantes da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas – UNCISAL – decidem, em Assembléia Geral, no dia 10 de Setembro de 2008, por ocupar a reitoria como forma de lutar por uma educação pública e de qualidade.

Momento de ocupação da Reitoria da UNCISAL

Assembléia Geral dos Estudantes da UNCISAL - 10/09/2008

  Imediatamente após essa decisão, os estudantes marcharam à reitoria determinados a ocupá-la (confira o vídeo da chegada dos estudantes à reitoria):

Momento de Ocupação
Enviado por filipesanjo

  Fomos recebidos, depois de alguma resistência, pela reitoria e conseguimos esclarecer nossa intenção em promover um movimento de desobediência civil pacífico e mostrar nosso descontentamento frente à situação da UNCISAL e sua administração.

  A ocupação se caracterizou pelo apoio massivo dos estudantes da UNCISAL e pelo apoio de diversos acadêmicos de outras universidades, com destaque para a UFAL, algo que resultou em um movimento democratico, rico em discussões.